• Bianca Chemin Sturlini

    Olá Alison! Parabéns pela matéria, porém ainda fiquei com uma dúvida. Os concursos culturais ou sorteios feitos por perfis de pessoas físicas também são proibidos ou essas regras são válidas somente para perfis corporativos nas redes sociais?

    • Oi Bianca! Muito obrigado, que ótimo que gostou!

      Sim, as regras realmente valem para perfis e páginas! 🙁

      • Bianca Chemin Sturlini

        Que pena! Obrigada mais uma vez!

  • Isabelle Herbst

    Olá, Alison! Estou planejando um Concurso Cultural para um cliente do segmento de moda. A ideia do Concurso é o desenvolvimento de uma coleção e o prêmio é uma viagem para a fábrica da marca e participar da produção dessa coleção. O prêmio, por estar associado à marca, não é válido?

    • Oi Isabelle! Primeiro, muito legal a ideia! Bom, sobre o concurso… Como será aplicado? Será nos comentários? Como vai funcionar exatamente? Te pergunto para identificar se realmente é um concurso cultural. Já te antecipo um detalhe.. Se o material de divulgação do concurso fizer qualquer tipo de menção a marca ou prêmios da empresa que está promovendo já é desqualificado como concurso cultural… Ou seja, vira uma promoção comercial..

      Os concurso, de forma bem simplificada são ações com foco em temas que fogem da atuação da empresa. Por exemplo, premiação a uma criança que canta. Ou, premiar com outros produtos (um serviço que não seja da promotora) sobre um determinado assunto, que não faça relação alguma com a empresa promotora. Além disso, não pode utilizar as redes sociais como ferramenta do concurso. Ou seja, não pode ser “curta e compartilhe para participar”.

  • Eduardo Pimentel

    Olá Alisson! Tudo bem? Muito boa a sua matéria, já tinha lido ela em outro momento e hoje tive a necessidade de recorrer ao texto novamente. Estava acompanhando uma blogueira famosa, com 13 milhões de seguidores que sorteou uma viagem pra Fernando de Noronha. Encontrei no blog dela um regulamento, mas, em momento algum ela citou a autorização da CAIXA. Possivelmente, devido a não existir essa autorização. Agora, fiquei na dúvida – se ela, com 13 milhões de seguidores não chamou atenção da CAIXA, será que eu aqui na empresa onde trabalho, deveria me preocupar? Gostaria de saber a sua opinião.

    • Opa! Tudo bem sim Eduardo! E contigo? 🙂
      Vamos por partes… haha
      Bom, sendo claro, normalmente a questão da autorização da CAIXA não é seguida. Sabemos como funcionam essas questões de regulação dentro do pais. É complexo, mas é a realidade…
      Sendo mais direto ainda, a CAIXA (assim como qualquer outro regulador dentro do País) tem uma grande dificuldade para realmente ter algum controle (principalmente por questões de tecnologia) desse tipo de ação.
      Sendo assim, normalmente os problemas com a CAIXA acontecem por meio de denúncias, e não por controle do regulador.
      Na minha opinião, as denúncias, normalmente, ocorrem no meio empresarial (onde realmente há muito denúncia por concorrência) e pouco com Youtubers ou Blogueiros(as).
      Não sei exatamente que tipo de campanha e para que tipo de negócio pretende fazer, mas o alerta fica principalmente para empresas, onde a chance de uma denúncia é muito maior.
      Ta legal? Se tiver outra dúvida pode perguntar, estou aqui para ajudar!

      • Eduardo Pimentel

        Alisson, tudo bem por aqui também.

        Muito obrigado pela rápida resposta! Mas, sim, também chegamos à essa conclusão aqui. Existe um interesse corporativo em denunciar o seu concorrente que eu não percebo no meio dos criadores (youtubers, blogueiros, etc), por mais que essa concorrência também existe – afinal de contas, eles estão disputando, principalmente, a audiência das pessoas.

        Bom, muito obrigado pela resposta.

        Um abraço!

        • Exatamente!
          A percepção de concorrência entre os criadores é diferente (e se mudar, atrapalha a todos). haha

          Bom, como falei, estou aqui para ajudar! Um abraço!